_____English____Português____Español__

Notícias

PAA África lança relatório sobre a primeira fase de implementação

Segundo relatório, níveis de produtividade aumentaram cerca de 114% e mais de mil toneladas de alimentos foram adquiridas. Documento é fruto da sistematização mais recente dos dados e aprendizados da primeira fase de implementação.

O Programa PAA África é uma iniciativa conjunta para promover segurança alimentar e nutricional e geração de renda para agricultores e comunidades vulneráveis ​​em países africanos. Inspirado pela experiência brasileira bem-sucedida do “Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)”, a parceria foi concebida para apoiar os esforços globais de erradicação da fome e da desnutrição. Em Outubro, o Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (IPC-IG/PNUD) se tornou parceiro na iniciativa e vai participar da coordenação de atividades de monitoramento e avaliação e gestão de conhecimento, com o objetivo de fornecer evidências sobre os desafios e benefícios da compra de alimentos locais tanto para o programa quanto para discussões relacionadas em âmbito nacional e internacional.

O relatório de resultados e aprendizados da fase I do PAA África acaba de ser finalizado, e reflete de forma resumida os primeiros 18 meses de implementação do programa (2012 – 2013). Ele é fruto da sistematização mais recente dos dados sobre as operações, das trocas entre os parceiros e da reflexão por parte da coordenação do programa e das equipes em campo.

Leia aqui o relatório completo (em português)

Captura de Tela 2015-01-13 às 11.18.35

O documento, elaborado pela equipe do projeto na Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e no Programa Mundial de Alimentos, busca disseminar não apenas os resultados do programa, mas também os seus aprendizados, com vistas a subsidiar o diálogo sobre a operacionalização de iniciativas de compras locais para assistência alimentar na África, com engajamento dos governos e da sociedade civil.

Dentre os destaques do relatório, vale ressaltar que de 2012 a 2013, com apoio no acesso a insumos e participação em capacitações, os 5516 agricultores familiares participantes do programa puderam produzir 1861 toneladas de alimentos, representando um aumento médio de 114,5% nas taxas de produtividade. Assegurou-se, também, mercado para uma média de 37% do total dos alimentos produzidos pelos agricultores apoiados, o que permitiu complementar as refeições escolares de 128,456 alunos em 420 escolas, utilizando 1025 toneladas de alimentos adquiridos localmente.

O relatório está disponível em português e em inglês e você também pode baixar as fichas informativas do “PAA África em Resumo” nas duas línguas (em inglês aqui).

 

Notícias relacionadas:

IPC-IG e PMA lançam o estudo: Demanda estruturada e agricultores familiares no Brasil: o caso do PAA e do PNAE

Cooperação horizontal entre Brasil e África ajuda promover segurança alimentar

Compras locais para a África e mercados institucionais

 

URL curta: http://pressroom.ipc-undp.org?lang=pt-br/?p=16828

Publicado por em Jan 19 2015. Arquivado em Crescimento Inclusivo no Mundo, Notícias. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

Procurar Arquivo

Busca por Data
Busca por Categoria
Pesquise no Google